No guarda-roupa da Miss Mary – a lingerie da ousada e alegre década de 1980 | Miss Mary of Sweden
Passar para o conteúdo principal
Refunded Returns

No guarda-roupa da Miss Mary – a lingerie da ousada e alegre década de 1980

A moda da década de 80 não passou despercebida a ninguém. Enormes chumaços nos ombros, calças de esqui, tons néon e cabelos artificialmente ondulados. Mas como era a roupa interior? Era tão típica como o resto da moda? Folheámos os nossos antigos catálogos e descobrimos um tesouro, desde cuecas em tecidos turcos a peças designadas “peitos menores”. Hoje, convidámo-la a um desfile de imagens de uma época que vale a pena recordar.

Chegou a altura de dar uma vista de olhos ao guarda-roupa da Miss Mary dos anos 80. Nessa época, fabricávamos outras roupas além das peças de lingerie que hoje constituem a nossa imagem de marca.



O que dizer dos anos 80? No campo da moda, algumas décadas são mais proeminentes do que outras, ditam estilos e estabelecem novos conceitos. É o caso dos anos 80, uma década marcada por inúmeras correntes: música disco, fitas para a cabeça, ombreiras largas e tons néon e pastel. Meias tubulares com sapatos de salto alto e pernas das calças enfiadas nas meias tubulares. Camisas largas com cintos altos. Calças saruel, saias balão, folhos e mangas abalonadas. Um body sob as calças ou a saia. Sweatshirts e calças de jogging com estampados a condizer. Fatos de treino largos, de preferência em verde hortelã, amarelo ou cor-de-rosa. As fotografias abaixo são do catálogo de verão de 1988.


 

A LINGERIE DOS ANOS 80
À primeira vista, poder-se-ia pensar que o tempo tinha parado, mas o facto é que os anos 80 deixaram a sua marca na roupa interior. Tal como na década de 70, os espartilhos eram um artigo popular e tinham um lugar de destaque nas nossas ofertas. A imagem abaixo dá uma ideia de como apresentávamos os espartilhos em meados da década de 80. O penteado e a maquilhagem das modelos são uma clara indicação de que foram fotografadas nos anos 80, enquanto que as peças têm um design mais intemporal.



Peças menos modeladoras e com um look mais moderno figuravam na nossa apreciada coleção de vestuário para pessoas alérgicas e para clientes com elevados requisitos em termos de qualidade. A coleção era promovida como uma “Novidade mundial”. Todas as peças eram testadas pela Organização Nacional de Ensaios! Hoje, já é um pressuposto que todos os materiais que usamos não causam reações alérgicas e são amigos da pele. A coleção para pessoas alérgicas era composta por peças inteiramente em cor branca e num estilo “puro”, pelo que muitos dos modelos podiam ser comercializados ainda hoje. A oferta era muito variada: soutiens com copas moles, soutiens t-shirt com copas moldadas, camisolas interiores, camisas de noite, roupas aconchegantes e “teddies”. Os “teddies” eram bodies amplos com cintura elástica, muito populares durante as décadas de 1980 e 1990.



Nos anos 80, as cuecas surgiam frequentemente com cores e padrões fortes. Os tecidos turcos eram muito usados na sua confeção, o que não é muito vulgar nos dias de hoje. Uma tendência popular nos anos 80 eram as chamadas “cuecas semanais”, vendidas em packs de sete unidades. Cada cueca tinha um dia da semana inscrito no tecido. Tínhamos também uma gama de cuecas com inscrições ambivalentes. Por exemplo, Monday Perhaps, Tuesday Tomorrow, Wednesday If, Thursday No, Saturday Try Again och Sunday Not Today. Depreende-se das inscrições que as peças eram para ser usadas a qualquer altura.



Os padrões e as cores das outras peças de lingerie não eram tão “garridos” como nas cuecas. Nos bodies, por exemplo, os estampados paisley em tons cinzentos eram muito populares, assim como os padrões de inspiração estival em azul e damasco.


 

SOUTIENS PARA “PEITOS MENORES” E ATIVIDADES DESPORTIVAS
Nos anos 80, lançámos uma coleção com o enigmático epíteto “PEITOS MENORES”.  Tratava-se, na realidade, de peças com efeito redutor, o que hoje apelidamos de minimizer. Constava de espartilhos e soutiens sem armação e estavam disponíveis nos tamanhos de copa C-D.



Alguns anos mais tarde, lançámos um minimizer com armação. Tinha um design elegante, adornado com renda, alças estreitas e cós subido na frente. Assemelhava-se muito aos soutiens com armação atuais.

A partir da segunda metade da década de 80 começámos a designar as nossas peças com nomes próprios, por exemplo, MARY LÄTT, MARY NÄTT, MARY COOL, MARY SUN, MARY LUCK, MARY FREE, MARY PERFECT, MARY CLASS e MARY GRACE.

O nosso primeiro soutien de desporto foi lançado em 1984 com o nome MARY SPORT. É interessante ver que tinha um aspeto semelhante aos soutiens tradicionais. Os tecidos técnicos que afastam o calor e a humidade e que são usados nos soutiens de desporto atuais não existiam nessa altura.




Chegámos a fabricar um conjunto soutien e cuecas para jogging que designámos por MARY RUN e MARY JOGGING.



A funcionalidade das peças merecia toda a atenção. Um exemplo é o inserto “Nadia”, uma inovação patenteada que alcançou um sucesso a nível mundial. Tratava-se de um reforço na base das copas que ajudava a levantar o peito.



A oferta mais extravagante nos anos 80 foi, provavelmente, o soutien Naturell. As copas tinham mamilos integrados que sobressaíam claramente através das camisolas ou blusas. Criava a impressão da portadora andar sem soutien e proporcionava “um perfil elegante e natural”. Este conceito contrasta com os ideais atuais, que vão no sentido de cobrir e ocultar os mamilos. O soutien Naturell alcançou um enorme sucesso e estava disponível nos tamanhos de copa A-B.



ROUPAS MODELADORAS DE TODOS OS TIPOS
Na década de 80, expandimos as nossas coleções com mais peças em algodão. De salientar, a gama de espartilhos em tecidos com diferentes composições de algodão-licra.



É curioso notar que o tecido de algodão-licra que hoje denominamos de DIAMOND, e que ainda se usa, foi introduzido nos anos 80. Não obstante a evolução da moda e das peças, este tecido de qualidade mantém a sua popularidade. Durante muitos anos, detínhamos o direito exclusivo de usar este excelente material.



Eis a versão atual das peças DIAMOND. Estão disponíveis nas cores branco, preto e bege.



Durante toda a década de 80, os soutiens e os espartilhos estavam disponíveis apenas nos tamanhos de copa A-D (e DD em alguns casos). A nossa coleção de espartilhos mais famosa durante décadas, a gama GARANTI, foi lançada nos anos 60. Surgia em preto nos anos 70, mas essa cor foi preterida na década de 80 a favor do bege, o que se revelou uma melhor opção em termos comerciais.



Em 1982, lançámos uma corpete-calça com cinta externa que podia ser ajustada em quatro posições diferentes a fim de proporcionar um bom suporte nas zonas abdominal e dorsal.



No ano seguinte, introduzimos uma corpete-calça sem soutien que permitia fazer conjunto com diferentes soutiens. Possuía alças e não caía ou enrolava. Vista de trás, assemelhava-se a uma camisa interior. Esta corpete foi o resultado de vários anos de desenvolvimento do produto. 



Uma outra criação inteligente foi a corpete-calça com fecho de correr na zona abdominal. Esta construção permitia “aliviar a pressão da peça” quando sentada ou após uma refeição abundante. 



Contudo, nem todas as peças ofereciam a mesma cobertura ou efeito modelador. A gama ROMANTIC COLLECTION, por exemplo, era uma coleção de lingerie em renda preta muito mais ousada.



MOMENTOS DE CONFORTO NO SOFÁ E NA PISTA DE ESQUI
Além de cuecas, soutiens e espartilhos, vendíamos também combinações e saiotes ou “calções”, estes últimos para usar em vez de combinações. Para assentar bem, eram normalmente confecionados em materiais antiestáticos.



 

As camisas de noite e os robes em diferentes estilos estavam também na moda. Eram fabricados com tecidos turcos, veludo e materiais semelhantes à seda com renda.




O vestuário térmico mantinha-se popular e figurava sempre nos catálogos de inverno. Introduzimos as roupas térmicas nas nossas ofertas já na década de 70. Nos anos 80, lançámos uma nova coleção fabricada com o material Rhovylon, uma fibra têxtil com propriedades antialérgicas, ignífugas e hidrófugas. Ideal para a prática de esqui e durante a época fria do ano.

A Miss Mary sempre esteve na vanguarda do desenvolvimento de produtos. Testa as tecnologias mais recentes no campo dos tecidos técnicos, quer se trate de roupas térmicas ou roupa interior pura.

É fantástico ver a evolução da moda ao longo dos anos. Certas coisas são iguais, outras lamentamos a sua falta, enquanto que constatamos com agrado que algumas pertencem ao passado. As tendências vêm e vão, mas o estilo e o conforto ficam.

Adicionar novo comentário

Plain text

  • Não são permitidas tags HTML.
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.